Por que você não deve ignorar a avaliação de riscos

December 27, 2021

Considerando as vicissitudes que o mundo atravessa – recém paralisado por uma das maiores pandemias da história, que ceifou a vida de milhões de pessoas e a de milhões de empresas, que não estavam preparadas para o trabalho remoto e não suportaram o ônus da paralização – tornou-se necessário chamar a atenção para algo que muitos negócios desprezam que é o hábito de desempenhar avaliações de risco.

É óbvio que, dependendo do segmento de mercado, as avaliações de risco apontarão para diferentes perigos ou ameaças; até mesmo dentro de um mesmo segmento tais ameaças podem diferir significativamente.

Inicialmente, é preciso diferenciar os conceitos de perigo e de risco:

Perigo É tudo que possa causar danos, incluindo roubos, explosões, acidentes de trabalho, falta de energia, produtos químicos tóxicos, inundações, quebra de máquina, conflitos entre funcionários, falta de matéria-prima etc.
Risco É a chance de um perigo causar danos.

Considerando esses dois conceitos, fica mais fácil entender que, em um processo de avaliação de risco, são identificados perigos diversos para, a partir de então, calcular-se a probabilidade de danos que os mesmos possam causar – ou seja, os riscos em potencial que a empresa deve enfrentar.

Ao realizar uma avaliação de risco bem feita, eis o que se espera encontrar:

1. Identificação e classificação dos riscos

2. Determinação de como os danos poderiam ser causados

3. Estabelecimento um plano de medidas preventivas ou de remediação, caso os riscos sejam inevitáveis

4. Comunicação consistente a toda a empresa acerca dos riscos identificados

5. Implementação efetiva de tais medidas

6. Revisão rotineira da avaliação de risco, considerando as mudanças do cenário diante do qual é feita a avaliação

7. Criação de um histórico de riscos identificados no curso da existência da empresa

Por outro lado, um equívoco muito comum em empresas transnacionais é não considerar cenários locais, seja sob a ótica legal, econômica ou social, tentando uniformizar riscos identificados em subsidiárias de outros países.

Tais distorções comprometem severamente a credibilidade de avaliações de riscos, já que os resultados são moldados à semelhança de avaliações feitas em outros países, desconsiderando em absoluto os cenários locais, que poderiam tornar o risco inexistente ou altamente relevante.

Qualquer empreendedor com visão de negócio sabe que sua sobrevivência e êxito dependem da estratégia de negócio a ser empreendida e de sua resiliência em enfrentar as adversidades que se confrontarão com o desenvolvimento de seu negócio. Dessa forma, a avaliação de risco torna-se essencial para viabilizar a adoção de ações preventivas que possam mitigar sobremaneira riscos significativos ao seu negócio.

Aquele que ignora os riscos tem uma enorme propensão a sucumbir diante de sua concorrência – afinal, remediar um risco é muito mais difícil e oneroso do que preveni-lo, quando isso é possível.

RECENT POSTS

LINKEDIN FEED

Newsletter

Register your email and receive our updates

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

FOLLOW US ON SOCIAL MEDIA

Newsletter

Register your email and receive our updates-

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

FOLLOW US ON SOCIAL MEDIA

Licks Attorneys' Government Affairs & International Relations Blog

Doing Business in Brazil: Political and economic landscape

Licks Attorneys' COMPLIANCE Blog

Por que você não deve ignorar a avaliação de riscos

No items found.

Considerando as vicissitudes que o mundo atravessa – recém paralisado por uma das maiores pandemias da história, que ceifou a vida de milhões de pessoas e a de milhões de empresas, que não estavam preparadas para o trabalho remoto e não suportaram o ônus da paralização – tornou-se necessário chamar a atenção para algo que muitos negócios desprezam que é o hábito de desempenhar avaliações de risco.

É óbvio que, dependendo do segmento de mercado, as avaliações de risco apontarão para diferentes perigos ou ameaças; até mesmo dentro de um mesmo segmento tais ameaças podem diferir significativamente.

Inicialmente, é preciso diferenciar os conceitos de perigo e de risco:

Perigo É tudo que possa causar danos, incluindo roubos, explosões, acidentes de trabalho, falta de energia, produtos químicos tóxicos, inundações, quebra de máquina, conflitos entre funcionários, falta de matéria-prima etc.
Risco É a chance de um perigo causar danos.

Considerando esses dois conceitos, fica mais fácil entender que, em um processo de avaliação de risco, são identificados perigos diversos para, a partir de então, calcular-se a probabilidade de danos que os mesmos possam causar – ou seja, os riscos em potencial que a empresa deve enfrentar.

Ao realizar uma avaliação de risco bem feita, eis o que se espera encontrar:

1. Identificação e classificação dos riscos

2. Determinação de como os danos poderiam ser causados

3. Estabelecimento um plano de medidas preventivas ou de remediação, caso os riscos sejam inevitáveis

4. Comunicação consistente a toda a empresa acerca dos riscos identificados

5. Implementação efetiva de tais medidas

6. Revisão rotineira da avaliação de risco, considerando as mudanças do cenário diante do qual é feita a avaliação

7. Criação de um histórico de riscos identificados no curso da existência da empresa

Por outro lado, um equívoco muito comum em empresas transnacionais é não considerar cenários locais, seja sob a ótica legal, econômica ou social, tentando uniformizar riscos identificados em subsidiárias de outros países.

Tais distorções comprometem severamente a credibilidade de avaliações de riscos, já que os resultados são moldados à semelhança de avaliações feitas em outros países, desconsiderando em absoluto os cenários locais, que poderiam tornar o risco inexistente ou altamente relevante.

Qualquer empreendedor com visão de negócio sabe que sua sobrevivência e êxito dependem da estratégia de negócio a ser empreendida e de sua resiliência em enfrentar as adversidades que se confrontarão com o desenvolvimento de seu negócio. Dessa forma, a avaliação de risco torna-se essencial para viabilizar a adoção de ações preventivas que possam mitigar sobremaneira riscos significativos ao seu negócio.

Aquele que ignora os riscos tem uma enorme propensão a sucumbir diante de sua concorrência – afinal, remediar um risco é muito mais difícil e oneroso do que preveni-lo, quando isso é possível.

No items found.